2 de agosto de 2019

Mudar de país e Síndrome de Ulisses. Sinais e tratamento.

Mudar de país tem sido a opção de muitos brasileiros em busca de qualidade de vida e melhores oportunidades. Segundo a Receita Federal, nos últimos três anos, houve um salto de 81% a mais de declarações de saída definitiva do Brasil.

Mas a intenção de buscar uma vida melhor, pode também causar problemas aos emigrantes. Nos primeiros dias no exterior, as novidades impressionam, mas com o passar dos dias, algumas pessoas podem ter problemas com a adaptação e desenvolver a Síndrome de Ulisses, que pode ser confundida com depressão ou transtorno pós-traumático. As causas mais comuns para o início do problema são a solidão, poucas chances de crescimento no país, dificuldades com o idioma, submissão a condições difíceis de sobrevivência, clima, insegurança e desamparo.

SINTOMAS DA SÍNDROME DE ULISSES

  • TRISTEZA CONSTANTE: preocupação com o que foi deixado para trás e com as novidades do novo país, principalmente relacionados à cultura.
  • TENSÃO E NERVOSISMO: causado pela nova rotina, a pessoa fica em permanente estado de tensão, que muitas vezes leva a situações de insônia e falta de apetite.
  • MUDANÇAS REPENTINAS DE HUMOR: oscila entre euforia e tristeza.
  • ENVELHECIMENTO PRECOCE: a doença desgasta profundamente os aspectos físicos da pessoa.
  • CANSAÇO EXCESSIVO E DORES DE CABEÇA: acompanhados de falhas de memória, desorientação temporária, dificuldades de atenção e fabulação.

TRATAMENTO DA SÍNDROME DE ULISSES

A Síndrome de Ulisses não precisa ser tratada com remédios, como a depressão ou transtorno de ansiedade. A indicação para curar o transtorno é o acompanhamento psicológico com especialista do seu país de origem, que vai entender as dificuldades na adaptação com a cultura.

A terapia vai ajudar o paciente a processar os sentimentos e angústias, além de indicar técnicas que podem diminuir o estresse da mudança, como relaxamento e respiração.

O exercício físico também é um excelente aliado no tratamento para que o corpo possa liberar a tensão física e mental, além de uma mudança nos hábitos alimentares, pois este processo implica um gasto de energia muito grande que deve ser recuperado.

Já se houver um agravamento do quadro, com o surgimento da depressão, a recomendação é que o paciente busque também ajuda médica, pois uma das consequências desse quadro, quando não tratado, é a dependência química ou alcoolismo.

Posts Recentes

Copyright © 2019 - Mente Criativa Online
Atendimento Psicológico Online para Todos.
Psicólogo Responsável:
Aline Carvalho Monteiro - CRP: 06/62886
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram